Home - Brasil

Record é condenada pagará R$ 50 mil a inocente exposta no "Cidade Alerta"

Jovem apareceu no jornal da emissora como suspeita de matar a vizinha

13 de outubro de 2020 Brasil
Aumentar a Foto

A Record TV terá que pagar R$ 50 mil a uma jovem inocente que foi colocada como suspeita de assassinar a vizinha em uma reportagem do “Cidade Alerta”, um dos principais jornalísticos da emissora. A matéria foi ao ar em 2017 e, na época, a menina acusada de homicídio era menor de idade. Quem  comandava o jornal era Marcelo Rezende, que morreu no mesmo ano. Atualmente, Luiz Bacci é quem apresentar a atração.

Segundo noticiado pela colunista Patrícia Kogut, do jornal O Globo, a relatora Mônica de Carvalho (da 8ª Câmara de Direito Privado do Tribunal de Justiça de São Paulo) assinou a decisão deixando claro que a jovem não estava nem sendo investigada pela polícia.  “Não há dúvida de que a informação era falsa", escreveu na decisão divulgada pelo Notícias da TV.

O crime aconteceu em uma ponte de Guaratinguetá, em São Paulo. A mulher morta foi queimada na frente do filho, que na época tinha um ano. A criança chegou a ser jogada no rio, mas um motorista a socorreu e ela sobreviveu.

A equipe da Record foi cobrir o caso e o repórter Aurélio “Chuca Chuca” conversou com pessoas do bairro e parentes da vítima que demonstraram desconfiar da vizinha e o caso foi exibido por cerca de 15 minutos no jornal. A emissora terá que pagar R$ 30 mil de indenização a jovem acusada sem provas e R$ 20 mil aos pais dela, que a representaram no processo.

 

 
Notícias